De tudo nesta vida,
Um pouco ou muito tentamos.
E, numa constante corrida,
De uma a outra fracassamos.
 
A vida não é como desejamos
E as pessoas não nos seguem,
E mais: tudo o que almejamos
Igual areia, em nossos dedos se perdem.
 
É muito sacrificante recomeçar,
Viver a vida sempre a voltar.
Nada dura muito a ponto de amar
E nada se vai a ponto de ignorar.
 
Mas, a vida é desafio,
E em eterno conflito se vive.
E, por mais que doa o caminho,
Não há mais ninguém que o ative.
 
A tua história só tu escreve,
E as tuas escolhas são só tuas.
Por mais que se erre,
Por mais que elas sejam duras.
 
Essa é a tua maldição,
Essa é a sina do homem:
Ter vários caminhos no coração
E uma incerteza que o consome.
 
Pesar bem as escolhas,
Preparar-se para a dor.
Porque, por mais que doa,
Só há viver onde há amor.
 
No final, tudo se recicla:
Erros, acertos, vitórias e derrotas.
Pois, sempre continuará a vida:
Incessante, desafiante e dolorosa. 

*AlexMaciel